A educação ideal praticada pelas nossas mães e avós está totalmente ultrapassada e os conselhos recorrentes de arranjar homens ricos e/ou bonitos é atualmente dos piores que se podem dar…

Não sou eu que o digo (embora em parte concorde) mas é uma pesquisa feita pela Universidade de Berkeley, na Califórnia. Este estudo diz que os homens com menor poder económico e os de aparência normal (e não lindos de morrer) são melhores e mais empenhados nos relacionamentos amorosos.

São várias as razões apontadas – Os homens menos abonados são habitualmente menos egoístas. Os ricos geralmente praticam o lema de vida “eu quero, posso e mando”, afinal têm sempre alguém para lhes satisfazer as vontades. Por isso ou já são maduros ou acabam por transportar o seu poder para os relacionamentos amorosos. Eles acreditam que as mulheres estão ali para os servirem, o que resulta em relações totalmente desequilibradas. São também menos compreensivos, já que com tantas solicitações a paciência não é uma coisa que cultivem no dia-a-dia.

Já os menos abonados financeiramente têm maior facilidade de adaptação às situações e por isso são mais empáticos e sociáveis com as outras pessoas. Estes também casam mais por amor – como não têm nada a perder ficam com quem amam e não necessariamente com quem preenche uma série de requisitos como beleza rara, elegância máxima, histórico disto e daquilo…

Deveras importante é o facto dos homens menos abastados serem mais fiéis. Os ricos têm mais opções para traírem porque são mais cobiçados. Eles também iniciam e terminam relacionamentos com muito mais rapidez e facilidade. Ou seja para eles a maioria das mulheres é descartável.

Bethany Marshall, autora do livro “Deal Breakers: When to Work on a Relationship and When to Walk Away”, percebeu que os menos favorecidos também são mais generosos no que diz respeito ao sexo. Eles tentam conquistar a companheira na cama. “Ele irá usar todos os seus recursos para conquistar o coração de uma mulher e para ela não o deixar. Se ele não pode dar-lhe coisas caras, irá surpreendê-la com as suas atitudes e entrega”.

Os homens bonitos também tendem a ser mais autocentrados e a viver em torno da própria imagem. Cuidado porque sem perceber pode arranjar um namorado que perde mais tempo nas compras, a arranjar-se ou no ginásio, do que a namorar consigo!

Na moda estão por isso os homens normais, mas também as mulheres independentes, que conquistam as coisas por si próprias e são donas das próprias vidas. E nos companheiros procuram antes de mais um amigo e um amante carinhoso, atencioso e honesto.

Portanto já sabe, se quer um relacionamento de verdade, e salvo raras exceções, homens muito ricos ou muito bonitos, evite! Se forem muito ricos e muito bonitos então… fuja! O bem que sabe não compensa os estragos que causa!

Vai ter dores de cabeça na certa!