O sucesso pessoal ou profissional pode ser encarado de muitas formas. Há quem olhe para o resultado final e sinta que fez tudo para lá chegar e que por isso o desfecho é mais do que merecido.

Há quem se sinta simplesmente grato – porque acredita que para que algo dê certo é necessário reunir uma série de condições, e que por muito esforço que se faça, nem sempre o vento sopra a nosso favor.

O que quero dizer é que as coisas podem ser encaradas sempre com otimismo ou negativismo. É uma escolha pessoal simples mas que faz toda a diferença na forma como acabamos por olhar a vida.

Eu sou grata! Grata às pessoas, grata às circunstâncias, grata ao mercado.

Há quem me diga – Mas lançaste um livro, saíste nas televisões agora claro que tens muitos amigos à tua volta!

Eu não concordo nem compartilho desta visão.

Penso sim que quando fazemos algo para somar, algo que nos realiza, a nossa felicidade transparece. E quando isso acontece os nosso campos de energia atraem os outros, atraem o positivismo, o amor e a compreensão alheia.

Tenho sentido uma empatia imensa com muitas pessoas que me escrevem, que partilham as suas histórias, as suas incertezas e conquistas. Ao ler essas palavras confirmo que o que sinto não é só meu, são dúvidas transversais a uma geração ou a várias, a mulheres e a homens, novos e velhos, porque no fundo, no final das contas todos procuramos o mesmo – A felicidade.

Acredito que a gratidão é o caminho mais curto para lá chegar, porque ao reconhecermos as coisas boas que o universo nos dá só nos podemos sentir agradecidos, e ao agradecer sorrimos, e ao sorrir estamos automaticamente a ser felizes!

E às vezes é preciso tão pouco!

Grata leitores, grata amigos, grata menos amigos, grata pessoas que se cruzam no meu caminho e que o tornam mais rico e completo.

Deixo-vos algumas das mensagens bonitas que tenho recebido e que quero partilhar com vocês.


Terminei agora o seu livro e adorei.
 Uma história que não queremos parar de ler para ver o que vai acontecer.
 Parabéns. 
Nunca fiz uma crítica a um livro mas tomei a liberdade de o fazer para o seu mail. 
Se este foi o seu primeiro romance não deve de todo ficar por aqui, venham mais.
– Ana C.

Adorei o livro!! Quando cheguei ao fim, fiquei com pena de não ter mais paginas para ler… Para quando o próximo?
– Maria João S.

Vibrante, sexy, viciante! Um livro que não pode deixar de ler este verão! Muitos parabéns Susana!
– Renata F.

Muito bom! Adorei! Iniciei a leitura do seu livro no domingo e terminei ontem! Sabe bem ler um livro atual! Recomendo vivamente a todas as mulheres nesta faixa etária! Parabéns! Que venha o próximo!
– Vera A.